Como incentivar seu filho a ser um bom aluno

15 de agosto 0 comentario(s)

Toda mãe e pai querem que seus filhos vão bem na escola. Que aprendam, desenvolvam, tirem boas notas. Mesmo nos primeiros anos, o desejo é que sejam comportados, que se interessem pelas atividades e socializem da melhor forma. Mas nós sabemos que nem sempre é assim. 

O início é sempre complicado. Mudar a rotina de uma criança nunca é fácil, ainda mais quando ela está habituada a ficar em casa. Até acostumar, pegar confiança com a professora, os amiguinhos, leva tempo e é completamente normal - por isso, não se desespere. Mas, para te ajudar nessa missão de incentivar seu filho a ser um bom aluno, separamos algumas dicas bem bacanas. Confira:

- Estimule desde cedo. Mesmo que ele frequente a escolinha e que a única atividade seja desenhar e pintar. Separe um tempo para fazer isso com a criança, elogie quando estiver fazendo corretamente e incentive fazer a atividade novamente. 

- Crie uma rotina. Seja assim que chega da escola, à noite, logo pela manhã, não importa. Estabeleça um horário para que seu filho faça as atividades e, se possível, acompanhe ele - principalmente no início.. Assim, além de aprender, vocês aproveitam para passar um tempo juntos, o que tornará a tarefa muito mais divertida. 

- Crie um ambiente agradável para a criança estudar. Nada de TV, computador e outros eletrônicos por perto. Eles acabam tirando a atenção do seu filho na hora de fazer as atividades. 

- Elogie sempre. Criança gosta de ser elogiada e admirada pelos pais. Por isso, sempre que ele terminar todas as tarefas, tirar uma nota boa ou mesmo conseguir resolver uma questão difícil, faça um elogio. Desta forma você incentiva ele a fazer isto sempre.

- Ajude quando for preciso. Mesmo que seu filho seja um bom aluno, ele pode apresentar dificuldades em algumas questões ou disciplinas. Nessa hora é importante você estar atento e saber a melhor forma de auxiliar. Uma dica é conversar com os educadores da escola e entender realmente quais são os problemas. Eles podem aconselhar também sobre como você pode ajudar em casa. 

- Esteja por perto. Mas não o tempo todo. A criança precisa aprender a ser independente para fazer suas atividades e não ficar sempre esperando por você.

- Evite punir e ameaçar. Estudar não pode ser associado com algo negativo. Opte sempre pelo diálogo e mostre que você está disposto a ajudar ele a melhorar. 

- Aposte no poder da recompensa. Ao perceber que a criança se esforça e se dedica, premie ela com um passeio, um livro novo ou uma atividade que ela queira. Evite, no entanto, dar dinheiro para não mercantilizar a proposta.